3 de set de 2009

Adeus

Vou m'embora
Vou pra minha terra
Lá é meu lugar
Lá vou encontrar a felicidade
Raiando no nascer do Sol,
Pairando sobre a luz da Lua.
Minha mãe me espera
Sou filha única
Minha casa está vazia
Precisando de cuidado e luz
Ar fresco e amor.
Vou pra minha terra
Preciso da Liberdade
Que só lá encontrara.
Relembrar tempos de menina
As rodas de ciranda,
As bonecas de pano,
As panelinha de barro.
Bons tempos aqueles
haviam desafios,
Mas, jamais o medo.
Vou m'embora
Vou de carro, trem ou caminhão
Lá sou filha da terra
Lá eu tenho meu pão.