27 de mai de 2009

Já era

Não posso dizer que não penso em você
estarei mentindo.
Mas as quedas me ensinaram bastante
e você também,
aprendi os segredos da vida
que não devemos nos precipitar
que devemos seguir em frente sem machucar ninguém
porque ser machucado dói bastante.
Muito obrigada por tudo,
foi bom os momentos brilhantes de nossas vidas,
eu fui feliz ao seu lado,
mas assim não quero mais
machucou
doeu
me recuperei
e hoje estou aqui de pé,
de cabeça erguida,
e é assim que quero seguir,
sem muita dor nos calos da vida
e sem muito blá blá blá...
Mas não tenha dúvidas que ao seu lado foi bom
E até posso dizer que te amo,
mas na balança do amor eu perco feio,
então DEIXA ESTAR.

18 de mai de 2009

E vivendo assim,
vou andando sem parar.
No Play Ground me aparecem vários obstáculos
mas esse jogo acho que já aprendi os macetes
levar na paz,
cantar a melodia
e ser feliz.

13 de mai de 2009

Meu Deus,
Meu pai,
minha mente tão atordoada com tantas coisas
e problemas chegando, chegando e chegando,
eles não param de chegar.
Se é uns que me fazem chorar,
outros que me fazem rir de tanta idiotice,
tanto outros que só fazem ocupar espaços
AINDA não preenchidos na minha vida.
Acho que quando ficamos assim
com tantos problemas
nunca sabemos qual resolver primeiro,
mas nessa vida
uma coisa eu aprendi
1º lugar eu, 2º lugar eu e 3º lugar eu,
depois vemos se tem espaço pra mais alguém.
Uma pena é que as coisas não fincionam bem assim.
Sempre pensamos nos outros,
sempre nos preocupamos com os outros,
sempre amamos os outros,
e em muitos casos, mais que a nós mesmos.
E sempre imaginamos um final de Hollywood
E sempre temos um final de filme mexicano.
Por que não da pra ter tudo que queremos?
Assim seria tão mais legal!

11 de mai de 2009

Noite de chuva




Naquela noite de chuva
meu coração que estava tenso
não sabia como falar,
não sabia como seguir em frente.
Logo tomei um banho de água fria
as coisas pareciam desmoronar
e nada eu via em frente,
só um largo espaço
que sobraram para as lágrimas.
Não posso dizer que foi melhor,
estarei mentindo,
mas enquanto eu puder sempre vou abrir meu coração
como fiz "naquela noite de chuva".

7 de mai de 2009

Me falta palavras


Hoje venho sem inspiração,
os motivos me faltam o prazer de escrever.
Prefiro escrever quando me sinto bastante,
bastante feliz ou bastante triste
bastante furiosa ou bastante calma.
No momento estou apenas neutra
num mundinho em que tudo acontece premeditadamente
sem diferença alguma,
sem nenhuma surpresa.
Eu gosto de surpresas. Boas claro!
Mas como vi em algum lugar
as vezes nos decepcionamos com as pessoas,
as vezes elas não são como pensamos.
E infelizmente me decepciono,
com pessoas que não sabem me surpreender
fazer da minha vida algo vibrante,
algo que eu possa me vangloriar.
Dai, acabo no acabar sem motivo pra escrever.

5 de mai de 2009

Bye Bye

Não me arrependo

das tantas coisas

que fiz pra te chamar a atenção

Hoje vi que tudo que eu fiz te chamou atenção sim

mas não despertou sentimento

do qual eu desfrutaria todo o teu calor

sem querer voltar pra casa

nem pensar no amanhã

foram momentos ricos em frio e obrigações sociais

mas pena que eu não vivo pra sociedade e nem na geladeira

então um bom Tchau é tudo que tenho a dizer.