20 de out de 2008

Quereres

Descobrindo novos horizontes
ou talvez voltando as raizes.
Construindo novas pespectivas de vida
no sonho de uma realidade imprópria para esse convivio urbano
sem leis do amor
e desejos de paixão,
apenas leis dos homens
e falta de perdão.
Deixa eu viver
eu quero viver,
matar a sede do meu coração
sem medo de ser feliz por está sendo ridicula,
ou vergonha de amar por está sendo anti-ética.
Quero apenas viver com intensidade
sem medo de ser feliz.

Um comentário:

Sara Albuquerque disse...

Então, não dou outro conselho a não ser: VIva sim! =]