2 de out de 2009

Quando você chegar
Já passou a hora
Já é hora de ir pra casa
Ela encontrou a saída
Já sabe andar com as próprias pernas
A liberdade é intensa
sem receio em ter que voltar
Ela não quer,
Ela vai sambar,
Todos vão ver
e talvez se apaixonar
A vida obriga
O mundo implora
E ela já nem precisa mais de futilidades, como você.

Nenhum comentário: