13 de jul de 2010

Não sei

Olho tanto pra você
Lembro sempre dos nossos momentos
Fotografias de nossas vidas passam como um filme em minha mente
O tempo passa
E é dele que eu tenho medo
Tudo pode acabar, separar-se
Eu só queria você junto à mim
Com todo aquele carinho
Todo aquele cheirinho
Me fazendo um cafuné.
Eu tenho medo
Que tudo dê certo como dois e dois são cinco
Que aquela paixão voe junto com os pássaros
Que passe junto com a maré.
De você só quero o amor
Por você, viajaria até o inferno
E em qualquer casebre do mundo
Com você, seria feliz.

Nenhum comentário: