26 de mai de 2008

Nada será como antes

Parecia-me tudo tão sublime,
que nem passava de longe a ideia de perder a batalha,
eramos apenas um,
hoje eu sou eu
e você ja não sei qm és,
onde atracasse teu barco,
ou que fim se deu aquele que eu amava.
Te procuro nas esquinas, já não te econtro mais,
Te procuro nos meus pensamentos, minha mente te rejeita,
Corro para te encontrar em casa, você já não mora mais ali.
Tudo se foi,
e já não sei o que representasses em minha vida.

Um comentário:

luzdelfuego disse...

Blog da BINHA ñ Sandrinha...

kkkkkkkkkk

Será possível?